Aquilo que não se vê
Aquilo que não se vê
R$ 39,00
Autor(es): Clovis Levi Ilustrador(es): Lelis
Tamanho: 22 x 26 cm Páginas: 68 Faixa Etária: a partir de 10/11 anos ISBN: 9788594680044 Categoria: Tema: Conflitos/problemas cotidianos /Família/questões familiares /Prosa poética

Ambientado no sertão nordestino, o livro narra a trajetória de algumas pessoas e seres marcados pelas dificuldades cotidianas. No retrato inicial desse grupo, o leitor sente todas as mazelas e entende porque os personagens sonham e lutam por um futuro melhor. Depois do sonho, da realidade e do tempo decorrido, uma foto hipotética revela como estariam aqueles personagens e acena para possibilidade de se pensar que a história referida pode terminar de outra maneira...

  • Propor uma roda de conversa sobre o sonho de cada personagem da história, inclusive os da cadela e da pipa, comparando-os com os sonhos que nós temos hoje, levando em conta o lugar em que vivemos. Pedir comentários sobre os nomes das personagens escolhidos pelo autor, principalmente Chakira e Uélinton.
  • Chama-se “personificação” a figura pela qual atribuímos ações e sentimentos a seres irracionais ou inanimados. Partindo dessa figura, pedir opiniões sobre os sentimentos e sonhos da cadela Jupira e da Pipa.
  • No minicapítulo Realidade, lemos: “As crianças – aquelas que não trabalham – ficam largadas, com muito tempo livre.” Percebemos aí a existência do trabalho infantil, fato que se comprova mais tarde no episódio em que Uélinton, com doze anos, abandona a escola para trabalhar e sustentar a família. Propor uma pesquisa sobre “Trabalho infantil” e debater o assunto em classe.
  • Discutir, com a orientação do professor, a construção da personagem Genilda, que teve o primeiro filho aos treze anos e não realizou seu sonho de morar nos Estados Unidos.
  • Observar com a turma as ilustrações de Lelis, pedindo comentários sobre traços, escolha das cores, efeitos de luz e sombra e seu diálogo com o texto verbal.
  • Debater possíveis motivos para a escolha do título Aquilo que não se vê.
  • Produção de texto: O dia em que Luan passou a frequentar o Curso para a Formação de Inventores. Outra sugestão: Retrato de família (a partir de uma foto de família – real ou fictícia –, nomear personagens e seus respectivos sonhos e/ou projetos de vida, semelhante ao que se vê nas páginas iniciais do livro).